• Dois Pontos: Una!

Agenda 2030 - Fazendo parte da mudança global




A união de forças coletivas em prol do desenvolvimento sustentável é mais do que uma causa. É uma meta. E é urgente. É um chamado para que todos e todas atuem coletivamente em prol do Planeta Terra e de um futuro com maiores possibilidades para todos os seres vivos. Infelizmente, ainda estamos longe de garantir as metas brasileiras para a Agenda 2030. O Brasil possui capacidade técnica, operacional, acadêmica e de ação para atingir estes objetivos. Essa capacidade pode ser percebida pela diversidade e quantidade de iniciativas que atuam em prol do desenvolvimento sustentável. São empresas, organizações da sociedade civil, movimentos organizados e grupos de trabalho. São projetos, programas e acordos que resultaram em diversas políticas, pactos e estudos. Porém, o que nos impede de construir este futuro melhor?


Se as metas preveem uma melhoria significativa na qualidade de vida de todo mundo; por que é uma missão tão difícil unir esforços para o bem coletivo?

É um pouco disso que vamos abordar nessa série que inicia hoje. A cada semana abordaremos um ODS e discorreremos sobre suas metas e o que nós, iniciativas de impacto social, podemos fazer para contribuir com este esforço global. Queremos também refletir com vocês quais movimentos podemos fazer em nossos projetos, cidades e grupos para mobilizar mais pessoas em torno do tema. Queremos falar sobre a Agenda 2030, sobre outros documentos norteadores e ratificar a importância de que este assunto permeie nosso dia-a-dia. Afinal, se quisermos que este planeta siga um curso de desenvolvimento para nós e para os próximos, é nossa missão assegurar sua existência em condições, pelo menos, viáveis para a vida. O que é o mínimo. Precisamos repensar nossas formas de produção e de consumo e exercitar mais o altruísmo. Será que nós - jovens, adultos e crianças - que hoje dividem este planeta não conseguiremos salvá-lo de nós mesmos? O desenvolvimento econômico a qualquer preço faz sentido? Para quem? Fará sentido viver em um mundo economicamente produtivo e com alta tecnologia se não conseguirmos respirar? Sem água potável? Com temperaturas elevadíssimas? O mundo que nós acreditamos pode ser melhor do que isto.


Neste primeiro post queremos apresentar para vocês a Agenda 2030. A Agenda, da Organização das Nações Unidas, apresenta 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que deveriam figurar como o principal norte para a definição de nossas ações, programas e projetos. Seja dentro de estruturas públicas, no mercado, nas entidades sem fins lucrativos e nos movimentos e causas sociais.

Os documentos sobre a Agenda e sobre cada ODS podem ser acessados em http://www.agenda2030.com.br/. Que tal acessar o portal? Conhecer um pouco mais sobre o movimento e percorrer esse caminho conosco? Durante as próximas 17 semanas vamos passar por cada ODS, refletir sobre e entender como podemos, sim, unir forças a este movimento. O pacto tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável, o combate às desigualdades e às injustiças e o fortalecimento dos direitos universais, individuais e indivisíveis.


"Brasil: um gigante que ficará para Trás?"

No Brasil, o Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para Agenda 2030 emitiu, no ano passado, o Relatório Luz 2018, que tem como objetivo medir a implementação da Agenda no Brasil. O relatório traz a importante pergunta: "Brasil: um gigante que ficará para Trás?". O relatório pode ser acessado neste link http://bit.ly/RelatorioLuz_Agenda2030.


Por que a Agenda 2030?

Entendemos que a Agenda 2030 sintetiza diversos outros pactos ambientais, socioambientais, culturais e sociais com foco no desenvolvimento sustentável. Importantes documentos podem ser citados em ODS específicos. Se pensamos na importância da A Carta da Terra (2000), do Acordo de Paris (para reduzir emissões de gases de efeito estufa, ratificado pelo Brasil em 2016), da Declaração Universal sobre Diversidade Cultural (Unesco, 2001), da Convenção para a Proteção e a Promoção da Diversidade Cultural (Unesco, 2015) veremos que todos eles compõe um grande acervo de informações e deliberações coletivas para o atingimento das metas da Agenda 2030.


Conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

E aí?! Vamos juntos rumo a 2030 de forma sustentável, sem deixar ninguém para trás?


Série especial - Agenda 2030